segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Coração navegador






Existe um ponto em mim

Que me liga ao infinito

Uma distância que separa

Areia movediça

Das inquietações e

Dúvidas palpitantes

Deste coração surdo e navegador.

Mas as ondas que em mim,

Transbordam

São de pura emoção

Que conduz à ilha

Onde

Os meus pensamentos

Passeiam

Em silenciosos

Passos

Da minha

Essência marítima.

A vida navega

Em mim,

Destroços  

Desilusões

Escurecidas

Gravadas

Pelas pedras

Que romperam feridas.

Mas o gosto do mar

Que contorna

A minha alma

Transmuta todas as dores.

Amanheço sempre

Neste coração navegador

Por mares pacíficos

De rotas

De mistérios profundos.



Suzete Brainer ( Direitos autorais registrados)




21 comentários:

  1. Testemunhos essenciais de um verso

    "Existe um ponto em mim
    Que me liga ao infinito
    Uma distância que separa"

    Verso vez por outra
    decaído, amarrado, silenciado, inscrito na pedra

    "Destroços
    Desilusões
    Escurecidas
    Gravadas
    Pelas pedras
    Que romperam feridas."

    Vez por outra, de cores transabordantes

    "Amanheço sempre
    Neste coração
    De mistérios profundos."

    Bjo.

    ResponderExcluir
  2. Que bonita forma de amanhecer...que a poesia lhe seja sempre, essa aragem de maresia, abrilhantada pela luz do sol...

    beijinho com carinho!

    ResponderExcluir
  3. Minha querida

    Que em cada madrugada brilhe o sol no teu coração.
    Adorei este poema que me tocou profundamente.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  4. com alma de navegador, eu direi, navegar é preciso.
    sempre!
    e você navegou na inspiração de um belíssimo poema.
    boa semana.
    beijos

    :)

    ResponderExcluir
  5. Em Tempo!
    a foto escolhida ficou excelente.
    :)

    ResponderExcluir
  6. O mar envolve nossas almas e as elevam aos pontos seguros! Amei a poesia, abração

    ResponderExcluir
  7. Existe uma ponte que nos liga ao infinito e ao mesmo tempo nos agarra ao chão, num desejo de certeza, e na certeza de tanta dúvida. O coração por vezes transborda de tanta emoção, em altas vagas que assaltam o convés.
    A essência marítima guarda tudo, metaforicamente, em si; todos os destroços e todos os desejos de próximas viagens. A morte e o renascimento.
    Nada melhor que uma alma marinheira para transmutar todas as dores e desilusões em fresca maresia.
    Tua alma é linda, Suzete, como a tua poesia bem o demonstra. Adoro ler-te.
    A imagem também é fantástica!
    xx

    ResponderExcluir
  8. O sonho não deixa as flores morrerem
    Nem as pedras afiadas ferirem
    (deixo a sombra partir, faço-lhe asas
    lavo a minha alma, no sal)
    Deixo as marés levarem-me para o meu lugar sagrado.

    Gostei muito, muito mesmo.

    A mensagem do poema
    (escureça o Mundo, terei sempre as minha dores
    mas, sempre serei luz de esperança.)

    beijinho grande, amiga

    ResponderExcluir
  9. Lindo Suzete
    amanhecer com o coração navegador _ desbravando o que vier...
    mares calmos ou agitados.
    parabéns - gosto desse seu coração.
    com abraços

    ResponderExcluir
  10. OI SUZETE!
    LINDO DE SE LER E SE FECHARMOS OS OLHOS, ATÉ PODEMOS SENTIR...
    UM CORÇAÕ SÓ NAVEGA ASSIM, QUANDO EM BUSCA DO AMOR...
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Um poema cheio de luz com uma imagem como complemento inspiradora... coração navegador é uma dádiva para a fuga do quotidiano.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  12. Ai que beleza, Suzete, vou pegar uma carona nesse coração navegador, preciso chegar a um lugar que ainda não sei onde fica! Meu beijo.

    ResponderExcluir
  13. Tudo é mais fácil e belo quando a vida navega em nós.
    Magnífico poema, gostei muito.
    Suzete, tem uma boa semana.
    Um beijo, minha querida amiga.

    ResponderExcluir
  14. deixo meu obrigada pela visita e votos de uma boa semana.
    beijos

    :)

    ResponderExcluir
  15. Suzete isso tão tão lindo que eu roubei e publicar lá na minha casa. rsrsrs

    ResponderExcluir
  16. O desejo de intangível, da superação, do limbo do encantamento poético, através desse "coração navegador". A vida que perscrutas por detrás de cada olhar.... Por isso fazes a diferença, quotidianamente!

    E eu sorrio (-te)...

    BJO :) :)

    ResponderExcluir
  17. Que poema lindo, tia!
    Foi direto pro coração!
    Clara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clara,minha linda!

      O coração desta tia ficou enorme com tua visita e carinho.

      Adorei a tua presença aqui!!

      Beijinhos saudosos...

      Excluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.