quarta-feira, 9 de abril de 2014

Vida, Breve Flash...






Sempre senti a vida

             como breve.

             Ondas que sopram

             espumas de ideias.

            Olhares diversos
    
            da realidade instantânea.


           Em todos os lugares

                  Pontos

                        Raízes

          Buscam conexão.

         Infinitas possibilidades

        de encontros

        no oceano do acaso.

          O estar aqui:

       Um flash da consciência

             Flutuante;

      Um adormecer de terras

            Distantes;

     Um acordar no ponto

            contínuo,

     Na hora das cortinas

           fecharem.



Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

 

17 comentários:

  1. Olá Suzete!

    Estremeci, porque gostava de ter escrito este poema. Mexeste com a minha consciência mais profunda desse tempo sem tempo em que decorre uma vida.
    Apenas um ponto insignificante, na escala de um tempo infinito que o nosso olhar nunca poderá alcançar...
    Há que aproveitá-la, deixando o melhor de nós!

    Beijinho carinhoso...

    ResponderExcluir
  2. [ a fantasia de um breve momento........perfeito!]


    beij0

    ResponderExcluir
  3. Portas abertas janelas escancaradas

    à semelhança dos pássaros

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Um poema belíssimo!
    Hoje respondo-te com um dos meus poemas...:-)

    A vida é folha que passa, esvoaça e se desfaz.
    Nesta paz de movimentos ilusórios
    pouso o chapéu no dorso dos cavalos selvagens;
    Imagens libertas de elegância, floresta,
    Som e fragrância.

    Até que cortina se feche, sim.
    xx

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    E a vida é mesmo breve, quando damos por ela já passou e ficou tanto por fazer e dizer.
    Como sempre um poema lindo e profundo. Adoro ler-te.

    Um beijinho com carinho e bom fim de semana.
    Sonhadora


    ResponderExcluir
  6. A nossa vida é mesmo um flash...
    Por isso, temos que aproveitá-la bem.
    Belo poema, minha querida amiga, gostei muito.
    Suzete, tem um bom fim-de-semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. "Sempre senti a vida como breve"
    Quedo-me neste verso: só entendo este teu verso no sentido em que a sentes assim mas vivendo cada instante extraindo dele o mais sublime encantamento.
    Na verdade, se refletirmos em tudo o que nos rodeia, temos essa noção, mas essa noção é tão breve como um flash. Assim, resta-nos captar a alma das coisas e das pessoas, procurando sinergias (essa conexão de que falas) para nos sentirmos eternos...

    Quase em pinceladas (tentando imitar o disparo da máquina fotográfica), escreveste tudo sobre a inquietude da brevidade...

    Gostei imenso, querida Suzete.
    BJO :)

    ResponderExcluir
  8. A vida num piscar de olhos
    Tudo se liga e nada tem lugar
    Mas tudo é uno
    Porque, o universo somos nós
    O acaso é inexistente
    Cada ponto vai-se ligando
    Todavia, num clarão
    Como fogo, demasiado rápido

    Gostei muito :)

    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. Um flash, no meio de muitos, com a árdua tarefa de se entender, de contribuir para a harmonia geral...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  10. Breve, tão breve e tão profunda como o sentimento. E tão bela, ou mais.

    ResponderExcluir
  11. A vida é mesmo muito breve, mas eu gosto dos acasos... eles sempre trazem alguma surpresa para deixar a nossa vida breve mais interessante.

    É lindo seu poema, Suzete.Gostei muito.

    Beijinho, querida e boa Páscoa.

    ResponderExcluir
  12. Um poema do teu jeito, de grande poetisa - Sentimentos soltos, à flor da pele!
    Parabéns
    Hélder Gonçalves

    ResponderExcluir
  13. Entramos em cena todo dia..
    Feliz Páscoa beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  14. Minha querida

    Hoje passando para desejar uma Feliz Páscoa , plena de amor e paz, junto de todos que te são queridos.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  15. Isso, Suzete, é a vida - um mistério a ser decifrado no breve tempo que nos é concedido - um flash. Meu beijo.

    ResponderExcluir
  16. Identifico-me com o teu flash, um instantâneo que poderia ser de outro modo, mas é este e o teu entendimento sobre ele. Na verdade também abres mão a infinitas possibilidades. Gosto.
    Sempre bela e profunda a tua poesia, minha querida.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.