quarta-feira, 11 de março de 2015

A Carta






   
Escutas?
O mundo não é brincadeira,
Mas não é para ser levado a sério...
Não és a pessoa mais importante do mundo.
O centro não gira ao teu redor
Porém, é muito importante encontrar o teu centro
E nele ficar.
Não és o ser mais inteligente do universo,
Mas a inteligência é essencial para entender
A dinâmica do universo em pequenas
Partículas de luz, girando, girando, girando...
Uma mandala;
A roda de sansara.
Tudo acontece num único tempo-presente.
Presente eu estou!
O mundo é agora.
Sai do casulo;
Coloca as tuas mãos em ação:
Um gesto
Um carinho,
Um olhar de entendimento;
Sente o teu corpo
No passo,
Num abraço
Ao encontro de alguém,
Ou algo
Em que teu coração compôs
O amor, amor, amor.
Neste ritmo diário
Não te esqueças de ti,
E, num elo sonoro, compartilha com o universo
Único, colorido e descomplicado...


Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)


Imagem: Obra de Chelin Sanjuan. 

                  
                         

15 comentários:

  1. ....e quando o crepúsculo vier que não se lembre de nenhuma das máculas deste
    ciclo .complicado!

    abç

    ResponderExcluir
  2. Boa noite, Suzete.
    Belo e interessante o teu escrito.
    Cada partícula é importante, nada inferior ao que pensamos, mas tudo tem a sua importância e o que mais comove e faz uma ação existir é o amor.
    Sem amor, o mundo complica-se.
    Tenha um dia de paz.
    Beijos na alma.

    http://redescobrindoaalma.blogspot.com.br/

    http://refugio-origens.blogspot.com.br/2015/03/aprendizado-de-mulher-by-patricia-pinna.html

    ResponderExcluir
  3. Pelo sonho acordado é que vamos

    ResponderExcluir
  4. poema de corpo inteiro...

    muito bello

    ResponderExcluir
  5. Esta tua "carta" é tão eloquente que o que pudesse deixar em comentário, seria redundante. Subscrevo-o em toda a linha...
    Apenas isto: gostar de nós, primeiro, para nos darmos ao(s) outro(s) de coração aberto. Não há dádivas unilaterais...
    Gostei imenso, querida Suzete!
    Meu bjo :)

    ResponderExcluir
  6. Que bela Carta!
    A urgência de estarmos centrados em nós, não em centro egocêntrico, mas participativo e altruista. A roda da vida exige que nos mantenhamos centrados, para que não nos desagreguemos, com vista a uma "cosmologia" de harmonia com o mundo, saindo de nós a cada momento, sempre presente, para a acção do passo e do abraço que ajuda o mundo a girar.
    Muito belo tudo o que escreves, não só na forma, como no conteúdo ético que subjaz em todo o teu exercício poético.
    Bom fim de semana, querida Suzete!
    xx

    ResponderExcluir
  7. Esta harmonia que te habita é central ao universo. Sentimos isso!
    E o desequilíbrio que nos descompensa e nos deixa em estado de expetação.
    Centrais em ti, minha querida amiga, são sempre as pessoas e os seus problemas.
    O meu aplauso.
    Bijinhos, Suzete.

    ResponderExcluir
  8. Escutar do verso o princípio
    Gostei em particular do tom (nostálgico) que ritma o poema

    ResponderExcluir
  9. Uma carta sensível de apelo à vida. O sonho paz parte, mas é a acção de olhar de frente que nos leva à essência.

    Uma linda semana!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde Suzete.
    Um lindo poema , uma carta bem escrita. Sem amor a vida é bem complicada. Feliz noite.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Suzete.
    Um lindo poema , uma carta bem escrita. Sem amor a vida é bem complicada. Feliz noite.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. uma Santa Páscoa na certeza de que precisamos de ressuscitar na alegria, na esperança e no amor, todos os dias. Beijinho

    ResponderExcluir
  13. Sua carta é um chamado ao acordar, muito bem direcionado. Tudo pode ser complicado e, ao mesmo tempo, simples. O mundo não gira a nossa volta, não somos o centro, mas precisamos, por vezes, nos colocarmos nele, para refletir com sabedoria. Bjs.

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.