quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Dia Nublado








Chove em mim

um rio

  invertido,

de um dia cansado

com pouco brilho.

Um dia daqueles...

Nublado,

o mar sem cor,

cinza de descanso.

Folhas empurradas

no abismo do silêncio.

Mas, o agora

que foi ontem,

me diz que o amanhã

será(?) depois.


A cada instante

estou a cada

passo

do dia,

que em mim

se foi...


Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

Poema Reeditado.

Imagem: Do Google.


16 comentários:

  1. Os dias nublados regam as nossas semente internas, para que nasçam a cada dia mais, as flores coloridas! abraços

    ResponderExcluir
  2. Há dias em que todas as nuvens se alojam dentro de nós, e o cansaço e desalento desse cinzentismo cria esse desejo de um amanhã cujo sentimento de dia claro já sentimos antes em nós, mas que agora parece até duvidoso como possibilidade.
    Será que entendi?!...Pelo menos foi assim que li...:-)
    Os teus poemas são curtos e densos. Maravilhosos.
    xx

    ResponderExcluir
  3. Querida Su,

    "Chove em mim

    um rio

    invertido"

    Magistralmente lindo!!!

    Adorei que postasse de novo,pois não tinha ainda lido essa obra de arte

    que ocupa a tua bela e original poesia...

    Beijinhos ,minha querida amiga!

    Nara.

    ResponderExcluir
  4. Toda a pétala se ressente da ausência de luz...
    Sensibilidade à for da alma, Suzete!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Há dias assim, em que chove intensamente em nós, mas não podemos perder a esperança pois quem sabe, amanhã talvez o sol volte a brilhar novamente, pleno de luz, trazendo calor e alegria ao nosso coração.
    Belissimo poema
    Beijinhos
    maria

    ResponderExcluir
  6. Dias há, que a chuva não nos larga.
    Mas, depois disso, o sol voltará a brilhar.
    Magnífico poema, gostei imenso das tuas palavras.
    Suzete, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Pressinto que as tuas palavras são gotas de água que conduzem por caminhos de questionamento íntimo. E o brilho vem daí, minha querida amiga.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  8. Dias nublados são necessários tal como tudo é necessário na vida!! Tudo tem uma maneira de ser muito bela,temos que conseguir ultrapassar todas as nossas dificuldades. Venho aqui deixar o meu carinho e tambem a minha paz,tudo de bom para ti!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  9. Um dia que servirá de alavanca a novas horas, um sopro, um sentimento, um desejo...a vontade.

    ResponderExcluir
  10. Um dia nublado é um dia para sonhos azuis, sem nuvens. Sonhemos os sonhos que queremos reais, Suzete. Meu beijo.

    ResponderExcluir
  11. Há dias assim...qualquer ruído poderia macular a limpidez do sonho...
    Sempre profundas e belas as tuas palavras, e o teu sentir, minha querida Suzete!
    Beijinho e um dia bonito.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. (Removi o comentário porque havia uma troca de letras.)
    "Chove em mim
    um rio
    invertido"
    Para mim, quase bastariam estes 3 versos, pois toda a significância do poema está neles contida, basta atualizar a metáfora de "rio" e o profundo e intenso significado do adjetivo "invertido".
    Todo esse sentir, em vez de estar fora, de seguir um curso normal na correnteza da vida, se infiltrou num dentro que te alaga...

    Tudo o que pudesse dizer mais, seria redundante para a tua inteligência e sensibilidade poética...

    Quando te leio, partilho do teu sentir.

    BJO; querida Suzete :)

    ResponderExcluir
  14. Está a um passo de deixar o dia que se foi!Linda canção, em forma de poesia! abraços

    ResponderExcluir
  15. A recordação como rio que corre
    na alma
    que lembram todos os dias que virão
    e foram

    Gosto sempre de te ler, amiga
    mas não gosto de dias nublados…

    beijinho

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.