quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Gosto de Gatos



















                 
    


  


    
         
               
               
               
               Gosto de gatos:


               Carregam o silêncio nos olhos.

               Toda a sua amorosidade gestual

               Aquece-nos a alma, num sentido de importância;

               Habitamos-lhes o espaço de pertencente...


               Gosto de gatos,

               Na sua independência de atos

               E, principalmente, o seu pulo na entrega absoluta

               Do afeto, atenção e sedução,

               Preenchendo todo o momento

               Na arte do movimento vida...


               Gosto de gatos:

               Companheiros que degustam a paz,

               Reinventam a rotina a cada nova escolha de lugares,

               Desafiam a gravidade; 
               
               Sedutores equilibristas 

               Que sabem amar a linha do tempo
               
               E bordam com o afeto e alegria

               O prazer de ser  inesquecíveis...


               Todo gato sabe

               Que amá-los é uma experiência para sempre.



            Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)


           Imagem: Fotos de gatos do Google.

           Aviso: A foto do Django (gatinho da Clara) aparecia só

          para mim,depois de muitas tentativas de postar a foto e

          nada,resolvi respeitar a vontade dele
         
          de se manter oculto...rsrs 


          Dedico a Clara e Django misterioso e

          a todos que gostam de gatos!


           Clara,minha linda:
           
           Eita neguinho lindo,este teu filhote.

           Beijinhos saudosos!

                    


23 comentários:

  1. ... e eu gosto de quem gosta de gatos.rs

    Bela homenagem aos nossos amiguinhos peludos, Suzete.Eles tem uma personalidade fascinantes e eu os adoro.Tenho 3.

    Beijinho.

    Ps: Aqui no meu monitor não aparece a imagem... Uma pena!

    ResponderExcluir
  2. Eu admiro muito a sagacidades dos bichanos! Dizem que eles vêm além, muito além! abraços

    ResponderExcluir
  3. Embora prefira cães, concordo que os gatos são fascinantes, e o que mais adoro neles é o seu sentido contemplativo e independente. Têm a alma livre e os seus olhos têm a sedução e o mistério profundo da felinidade. Têm elegância, e embora aparentando um certo alheamento podem ser imprevisíveis.
    Gatos nos muros, gatos nos telhados ou enroscados no sofa da sala, conferem beleza e companhia, não sendo de admirar que fossem venerados no antigo Egipto.
    Lindo, Suzete! Terei de voltar para tentar ver o gato da tua sobrinha, porque agora não aparece a imagem...:-(
    xx

    ResponderExcluir
  4. Olá, Suzete!
    Os gatos são animais independentes, misteriosos, muito misteriosos. O seu ar felino não impede que sejam bons companheiros.
    Grato pela visita, no Scorpio, ao gato preto de OlhOs amarelos.
    O gato da imagem... "escapuliu-se"... ; )

    ResponderExcluir
  5. Minha querida

    Um poema que descreve na perfeição o que são essas criaturinhas lindas, que eu adoro.
    E ficou uma lagriminha nos olhos, estou assim desde que a minha Luna se foi, faz dois meses e as saudades são muitas.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não gosto muito de gatos.
    Mas gostei muito do teu poema. Magnífico.
    Suzete, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Amiga Suzete, eu não gosto propriamente de gatos, gosto da magia do gato. Mas prefiro as gatas, especialmente as de duas pernas, e que vestem saia. Meu beijo.

    ResponderExcluir
  8. Voltei, Suzete, pra te dizer que achei o poema muito profundo, fizeste um passeio pela alma dos gatos.

    ResponderExcluir
  9. Ora aí está um prazer que não partilho, mas neste caso, os gatos deram origem a um belo texto.
    bj

    ResponderExcluir
  10. Olá Suzete: mais um bom poema.
    Quanto aos gatos, não são de todo o animal da minha ileição, prefiro cães, no entanto, tenho um gato a fazer parte do meu ultimo post!

    JINHO

    http://diogo-mar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Bem, eu para ser sincera, gosto de tudo o que é bicharada. Tempos houve, em que tive cães, gatos, periquitos, tartarugas, ratos e até pintainhos e patos bebés.
    Mas estou aqui para comentar o teu poema, que achei de uma beleza e sensibilidade, próprias de quem vê e sente poesia, em tudo o que a rodeia. Para quem escreve assim, não necessita de tema inspirador, pois a vida por si só, já lhe serve de inspiração.
    Grata pelos momentos com que nos presenteias...

    Beijinhos e boa semana Suzete!

    ResponderExcluir
  12. Os gatos, na tua poesia, ganham uma dimensão muito afetuosa. É que o teu olhar - contemplativo e sedutor - é de uma enorme entrega! Realmente apetece abraçá-los!
    Belo e original o teu texto, querida poetisa!
    Um beijo com enorme carinho

    ResponderExcluir
  13. Meu Djanguinho prefere o anonimato pelo visto! rsrs
    A poesia reflete ele todinho (e gatos em geral)!
    Amei, amei!
    Uma bolinha de pelo cheio de vida e de amor pra dar!
    Eita saudade que deu dele agora!
    Beijinho.
    Clara

    ResponderExcluir
  14. PS: Esse pretinho saindo da abóbora é ele todinho quando pequeno! Olhudinho lindo!

    ResponderExcluir
  15. Eu tambem gosto imenso de gatos e gatinhos!! São tão fofinhos e tão meigos!! Já tive imensos mas neste momento tenho apenas um cão de quatro anos,ele é super brincalhão e eu gosto imenso dele!! Para ti minha querida Suzete,eu desejo tudo de bom!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  16. Cá estou de volta para ver os gatos...:-) Todos lindos!!
    xx

    ResponderExcluir
  17. Lindos! também adoro gatos,tu sabes...

    são únicos na sua compreensão,

    na alma e mistério, que na verdade não guarda mistério...

    só amor.

    beijinho grande,amiga

    ResponderExcluir
  18. Olá, gostei dos Gatos e do belo poema...Espectacular....
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  19. Sorrio...Gosto de gatos, já tive imensos, agora não tenho nenhum por várias razões.

    Os gatos estão fielmente descritos no teu poema e só quem nunca os teve é que não entende "a personalidade" focada.

    O que relevo: a tua profunda observação, construindo com ela imagens e metáforas poéticas inusitadas e o carinho com que escreveste este poema.

    (Só uma curiosidade: o meu primeiro gato quando me via vestir o casaco ou pegar na carteira, enfiava-se debaixo do sofá - já sabia que eu o colocaria num lugar onde não fizesse estragos, enquanto ausente; tinha de o despir e sentar-me. Lá saía então debaixo do sofá...)

    Gostei muito desta tua "homenagem", querida Suzete
    BJO :)

    ResponderExcluir
  20. Su,

    Sou suspeita para comentar,adoro esses fofinhos cheios de alma,mas

    o teu poema é magnifico na forma,conteúdo e beleza poética...

    Nós que adoramos gatos,agradecemos essa preciosidade escrita!!!

    Beijos,querida!

    Nara.

    ResponderExcluir
  21. Suzete,
    Com essa sensibilidade, tenho a certeza que os gatos a adoram.

    Beijo :)

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.