quinta-feira, 14 de setembro de 2017

A Inscrição do Silêncio




Resultado de imagem para imagem de pintura de alexandrina karadjova



   
 As palavras são folhas
Do meu caderno por dentro do corpo.
As anotações registradas na minha
          Alma
Tocam musica,
Plasmada do silêncio
       Que eu sou.




Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

Imagem: Obra de Alexandrina karadjova.




                           



20 comentários:

  1. LINDO!! Sempre assim aqui! Bela inspiração! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. E imagino a fidelidade deste caderno. E são elas que nos enriquecem: as palavras e o silêncio. E também a individualidade da poeta.
    Bem que eu poderia dizer ainda que você escreve com letras arredondadas tal clareza dos seus versos. Legíveis e limpos.
    Também agradeço os seus passos lentos, vagarosos pela minha casa. A sua presença é como o pão de cada dia.
    Beijos, minha querida amiga,

    ResponderExcluir
  3. Poema sublime! Adorei a originalidade e este contraste entre o silêncio do corpo e a música da alma.
    Maravilhosa esta sua postagem, a imagem é linda, as palavras tocantes e a música cria uma perfeita sintonia.
    Sempre um gosto passar por aqui e admirar o seu talento em muito engrandecido pela sua sensibilidade.
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  4. OI SUZETE!
    UM PENSAMENTO BELÍSSIMO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Belíssimo resumiu a beleza de um universo de natas musicais a dançar nos corpos, na vida, na alma! Beijo

    ResponderExcluir
  6. A paixão pela poesia e pela boa música... numa simbiose perfeita, neste seu belíssimo post, Suzete!
    Para apreciar e reapreciar!
    Finalmente, conseguindo passar por aqui... para ver tudo com calma... e deixar a escrita em dia... :-)
    Um beijinho grande! Bom domingo!
    Ana

    ResponderExcluir

  7. Olá, navegando em blogs amigos, cheguei até seu blog. Amei suas postagens, e já estou seguindo. Lhe convido a conhecer os meus, se gostar segui, ficarei muito grata. Abraços, tenha um abençoado domingo.
    Prof Lourdes Duarte
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://lourdesduarteprof.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Querida Suzete,

    Sabes como aprecio este teu jeito de poetar melancólico, quase dolorido, por vezes. E hoje complementada essa melancolia com o doce Chopin!

    No silêncio de nós está a maior verdade do Ser.
    Versos simples, mas tão intimistas. A sintonia do Eu com a música.

    O carinho é recíproco. Os afectos podem nascer, via virtual.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. Voltei, folheei e degustei.
    Talento e magia.
    Beijinho, amiga.

    ResponderExcluir
  10. O silêncio e as palavras mutuamente se questionando... E Chopin...
    Que bom foi passar por aqui, Suzete.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Logo o título se fez poema:"
    A inscrição do Silêncio".
    Parabéns, Suzete.

    ResponderExcluir
  12. Palavras tão belas que tocam o nosso coração.
    Magnifica escolha musical.
    Boa semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  13. Esse silêncio de palavras internas que você expõe em poesia, e ficamos agradecidos por tanta leveza e beleza. Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Embora não precise de pretexto, imagino, vim reler a inscrição do silêncio e, no mesmo bonde que me traz sem motorneiro, agradecer a esta mão que me afaga com palavras tão generosas.
    Beijos, minha querida amiga!

    ResponderExcluir
  15. Olá, boa noite!
    Nesta noite, quero me juntar a você é pedir a Deus que alivie e conforte nossos irmãos que sofrem por conta dos efeitos dos desastres naturais e tantos outros acontecimentos que só trazem sofrer e prejuízo para a humanidade. Alivia Senhor Jesus, a dor dos nossos irmãos que sofrem, e nos livra de todos os males. Amém!
    Abraços, permanece com Deus no coração.

    ResponderExcluir
  16. Suzete , é bom sentir a paz que transmite na sua escrita repleta de sensibilidade . Obrigada . Beijos

    ResponderExcluir
  17. Tudo gira à volta das palavras e do silêncio.
    Pequeno, mas excelente poema. Gostei muito.
    Bom fim de semana, amiga Suzete.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  18. Sublime esta concisão poética a relevar o teu mundo poético, nesse interior de alma e pele, em intima criação!
    Parabéns!
    Bjinho, querida Suzete

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.