sábado, 28 de abril de 2018

Calendário da Alma




Resultado de imagem para imagem de pinturas de richard s johnson



                                                  Desenganos na colagem
Dos dias ásperos
Sem destino.

Os degraus
Das horas
Na pureza do silêncio,
Refaz a paz
No alongamento
Das asas
No voo aos sonhos...

Aos poucos
O adormecer
Tolhido das rotinas,
Acorda o sentido através
Das janelas dos olhos
E a vida passa
Tão única,
Milagrosamente
Renovada
No seu altar
De significados.

A vida é sempre
Maior
Do que as poças
Dos choros
Recolhidos no
Calendário da alma...



Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

Imagem: do Google 

Aviso: Amigos(as), aos poucos voltarei a visitar os blogs de cada um, para o voo da partilha que tanto aprecio. Beijo e Abraço de Paz. Suzete Brainer.






15 comentários:

  1. Meu agradecimento especial para cada um que aqui deixou
    o seu comentário atencioso, mesmo com a minha ausência
    em seus blogs.
    Beijo grato!

    ResponderExcluir
  2. Olá. Um poema muito bonito. Admirável sem dúvida.

    * Foi nosso amor ... deslapidada loucura. *
    .
    Fim-de-semana feliz.

    ResponderExcluir
  3. Bah, Nocturne de Chopin? Você foi certeira, ouvia todos os dias quando grávida da minha filha, hoje adulta. E do filho continuei, mas aí entrou Beethoven "Para Elisa" foi a eleita - entre tantas outras clássicas.

    Quanto ao teu poema, maravilhoso como sempre, tuas palavras saem bem lá do fundo, embora nosso caminho seja independente do que ela (a vida) pode encontrar de positivo ou negativo em nós. Segue seu curso, e muitas vezes nos ignorando... A vida, o tempo são únicos no seu percurso.

    A vida é sempre
    Maior
    Do que as poças
    Dos choros
    Recolhidos no
    Calendário da alma...

    Você voltou a mil...
    beijo, um ótimo feriadão!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde!
    Poema lindo de mais!!

    Especial:- Ciúme das Pétalas... {POETIZANDO...}
    .
    Beijinhos e um bom fim de semana

    ResponderExcluir
  5. Que o calendário da alma traga sempre com ele a esperança no dia de amanhã.
    Maravilhoso poema
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  6. haverá maior dignidade que tentar caminhar de forma ímpar, sem concessões, em busca da harmonia plena? A Suzete não desiste, nunca.

    Um beijinho, Suzete :)

    ResponderExcluir
  7. Também a tua poesia passa "Tão única,
    Milagrosamente
    Renovada
    No seu altar
    De significados."
    Tão única,
    Milagrosamente
    Renovada
    No seu altar
    De significados.
    E eu, que sempre te admirei enquanto poetisa, volto sempre. E gosto. É um percurso que fazemos há anos, querida Suzete.

    Beijinho amigo.

    ResponderExcluir
  8. Nem me referi à melodia de Chopin, mas senti que acompanha muito bem o teu poema.

    ResponderExcluir
  9. Suzete minha amiga querida , adorei o poema . Como magistralmente você coloca : " A vida é sempre Maior do que as poças dos choros recolhidos no Calendário da alma. " Maravilha junto ao fundo musical . Agradecerei sempre suas partilhas . Beijos

    ResponderExcluir
  10. A alma tem um calendário muito singular... Que a esperança faça sempre parte dele. Um belo poema.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  11. Gosto desta via de contorno para entendermos o calendário das almas. Ou que elas também têm um calendário. E no calendário das almas não há outros ruídos, e não tendo ruídos, chega mais nítido aos mais ouvidos mais sensíveis!
    Sempre um bom poema nos esperando aqui!
    Um beijo, minha querida amiga!

    ResponderExcluir
  12. E chorar... revela que os nossos sentimentos, ainda não secaram... continuamos vivos... porque continuamos a sentir...
    Sempre um prazer imenso, Suzete, apreciar a sua imensa sensibilidade, em cada uma das suas belíssimas inspirações... como esta...
    Beijinhos! Desejando-lhe uma feliz e inspirada semana...
    Ana

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.