sexta-feira, 17 de março de 2017

Fotossíntese da Alma




Resultado de imagem para imagem de pintura de alexandrina karadjova





Criar a palavra nua dentro da pedra escura. Um instante de vazios sem nomes, a solidariedade é tão rara como uma amizade desinteressada. Os espaços das ruas se encontram desertos, cada um com seu escudo a morar nas cavernas por dentro...

Ficar no silêncio profundo de uma alma que se desliga da superficialidade; atemporal, não reconhece a casa por fora.

Internamente a casa, numa amplitude sem paredes ou moveis, flui líquidos e cristais com rosas reluzentes, colhidas na fotossíntese da alma. 




Suzete Brainer (Direitos autorais registrados)

Imagem: Obra de Alexandrina Karadjova.


O Mundo cada vez mais escurecido, mas acredito e sempre
irei acreditar nas pessoas que semeiam flores reluzentes
da sua alma, nos desertos!...



19 comentários:

  1. Boa tarde
    Um texto belíssimo e uma imagem soberba! Parabéns. Amei!

    Beijos e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida Cidália!!
      Percebo e sinto em ti, esta alma florida
      da gentileza.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Beijos.

      Excluir
  2. Uma alma maravilhosa essa ,como tua inspiração! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida Chica!!
      Você é uma daquelas almas floridas
      generosa a semear nos espaços dos
      blogs.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Bjs.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Grata, querida Júlia!!
      A sua arte da fotografia é encantadora e reflete
      a sensibilidade da sua alma luminosa.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Bjs.

      Excluir
  4. Suzete, minha amiga

    Louvo a imensa generosidade de “dentro da pedra escura” pretender a “palavra nua”.

    Existem de facto “pedras vivas”, mas essas tem brilho (e voz) próprios e são elas que “alimentam” os poetas e não o contrário.

    Outras pedras, haverá, porventura, a magoarem os pés pelas “estradas de Damasco” que cada um percorre - essas “humanizam” o poeta, mas são apenas as agruras dos caminhos e os doridos pés.

    As restantes são calhaus. E não há palavra (nua que seja) que as “liberte”, por melhor que sejam as intenções ou por mais brilhante o pechisbeque que as revista.

    Peço desculpa por me ter alongado, mas o belíssimo texto é deveras estimulante.

    Beijo


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Manuel,

      Eu agradeço o privilégio de receber um comentário
      excelente, profundo e que acrescenta ao texto uma
      fundamentação filosófica e poética, com esta expressão
      de um grande Poeta que tu és somado a generosidade
      da amizade.
      Por gentileza, sempre alongue o seu comentário,pois
      aprecio muito...rss
      Muito grata, meu amigo!!
      Beijo.

      Excluir
  5. Palavras plenas de sensibilidade e encanto.
    Bom fim de semana
    beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata, querida Maria!!
      Percebo e sinto a tua alma florida
      de sensibilidade, gentileza e amizade.
      Sinto-me honrada de partilhar contigo
      esta amizade de blogs.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Beijinhos.

      Excluir
  6. É da alma que tudo vem, quer seja bom ou mau...
    Excelente texto, gostei muito. Como sempre, aliás.
    suzete, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata, caro Jaime!!
      Concordo contigo.Percebo e sinto esta
      tua alma poética e generosa na amizade.
      Sinto-me honrada de partilhar contigo
      esta amizade de blogs.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Beijo.

      Excluir
  7. São mui preciosos estes momentos em que a alma capta a essências das coisas no seu mais puro grau, e consegue preencher o vazio na denominação própria daquilo que se é. Um texto excelente, de interpretação sensitiva.
    Também apreciei o gesto da existência, que ao nos tocar, nos faz também passear pelo “campo das ideias” onde a própria natureza fica a nos mostrar nos pequenos detalhes toda a beleza da sua existência.
    A tua poesia inebria a nossa alma! Dá prazer ler-te quando a tua alma pousa no silêncio e fica a bordar a infinitude, que mesmo breve, faz pintar nos olhos o voo das borboletas...
    Minha querida, vim desejar que o teu final de semana seja inundado de sorrisos e estrelas, para que a tua semana se faça plena de realizações.
    Meu carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata, querida Helena!!
      Este teu comentário excelente, profundo e
      sensível reflete muito da tua alma florida,
      que sempre percorre um caminhar generoso
      na amizade de blogs e sempre acrescenta
      com teu talento de ler e comentar os
      textos.
      Um domingo de paz e alto astral!
      Beijinhos.

      Excluir
  8. Querida Suzete
    Tão lindo e tão profundo!!!!
    E deixa fluir a emoção nesse mergulho de sensibilidade e exímia poesia
    Um maravilhoso final de semana querida amiga
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, querida Gracita!!

      Percebo e sinto em ti, uma alma florida
      com o dom da Poesia e a generosidade ímpar
      da amizade em apreciar acrescentando sempre
      no exercício da escrita e das artes em geral
      dos blogs.
      Sinto-me honrada de partilhar contigo esta
      amizade de blogs.
      Um domingo de paz e alto astral, querida amiga!
      Beijos.

      Excluir
  9. Um texto em tom de desafio, de esmero, de luta pela revitalização de valores.
    A fotossíntese da alma é, no fundo, um caminho que caracteriza a tua sempre inspirada poesia.

    Beijinhos, querida Suzete.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata, querida Teresa!!

      A nossa amizade de blogs tem o tempo do nascimento
      dos nossos blogs e sempre fizemos esta caminhada
      juntas de mãos dadas com a sinceridade, admiração
      e partilha da atenção nas leituras e comentários
      acrescentando no caminhar da evolução das nossas
      escritas.
      Eu te admiro como uma das melhores Poetas (Poetisas)
      que eu conheço e uma das minhas amizades sinceras
      de blogs que eu valorizo e sinto-me honrada de
      partilhar.
      Um domingo de paz e alto astral, querida amiga!
      Beijinhos.

      Ps: Sim, tu és uma alma florida de Poesia e
      justo o teu blog ter o nome: O Perfume
      dos Versos...rss

      Excluir
  10. Vou carecendo de originalidade, querida amiga, para te comentar. O título é já por demais elucidativo e, pegando na tua nota, é porque se acredita nas pessoas de luz, nessa "fotossíntese da alma", que há motivos para crer num mundo em que a luz predominará. As palavras vazias e os lugares secos de afetos só terão caminho reverso com o (re)povoamento de almas claras.
    Como a tua!
    Muito bem escrito, como é teu apanágio.
    Bj, Suzete 👏

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.