segunda-feira, 6 de março de 2017

Grandes Poemas Que Eu Adoro...






Para ti

Foi para ti
que desfolhei a chuva
para ti soltei o perfume da terra
toquei no nada
e para ti foi tudo

Para ti criei todas as palavras
e todas me faltaram
no minuto em que talhei
o sabor do sempre

Para ti dei voz
às minhas mãos
abri os gomos do tempo
assaltei o mundo
e pensei que tudo estava em nós
nesse doce engano
de tudo sermos donos
sem nada termos
simplesmente porque era noite
e não dormíamos
eu descia em teu peito
para me procurar
e antes que a escuridão
nos cingisse a cintura
ficávamos nos olhos
vivendo de um só olhar
amando de uma só vida



Autor: Mia Couto. 
Livro:Mia Couto [poemas escolhidos]
             seleção do autor
             Apresentação José Castello
             Companhia das Letras

Mia Couto: Nasceu em 1955 na Beira, Moçambique.
                    É biólogo, jornalista e autor de mais de
                    trinta livros, entre prosa e poesia.
                    Recebeu uma série de prêmios
                    literários, entre eles o Camões em 2013.








                                       
                                       
                            Belíssima música de Lenine e 
                            Lula Queiroga que toca bem
                            profundo na onda da alma...
                            Embalado pelo ritmo Pernambucano
                            da Ciranda.

                             Vou ali na onda da Ciranda e
                             volto logo...
                             Beijos e Abraço de paz!


13 comentários:

  1. Oi. Curti muito seu blog. Já estou seguindo!

    Vai lá?

    http://oplanetaalternativo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela escolha do poema ! Adoro a sua Autora!
    Amei de verdade

    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Grande Poeta e Escritor, o Mia.
    (e este belo poema eu não conhecia)
    Grande Som.

    Um beijo, Amiga (foi bom, este momento)

    ResponderExcluir
  4. Poema e música lindos! Gostei muito! bjs, ótima semana,chica

    ResponderExcluir
  5. Querida Suzete,

    Aprecio demais a poesia de Mia couto e este é sem dúvida um dos seus mais belos poemas.

    Mas fiquei rendida ao poema O Último Pôr do Sol de
    Lenine que desconhecia :

    A onda ainda quebra na praia,
    Espumas se misturam com o vento.
    No dia em que ocê foi embora, eu fiquei
    Sentindo saudades do que não foi,
    Lembrando até do que eu não vivi, pensando em nós dois

    Eu lembro a concha em seu ouvido,
    Trazendo o barulho do mar na areia.
    No dia em que ocê foi embora,
    Eu fiquei sozinho olhando o Sol morrer
    Por entre as ruínas de Santa Cruz lembrando nós dois

    Os edifícios abandonados,
    As estradas sem ninguém,
    Óleo queimado, as vigas na areia,
    A Lua nascendo por entre os fios dos teus cabelos,
    Por entre os dedos da minha mão passaram certezas e dúvidas

    Pois no dia em que ocê foi embora, eu fiquei
    Sozinho no mundo, sem ter ninguém,
    O último homem no dia em que o Sol morreu.

    Um beijinho grato por estas maravilhosas partilhas.

    O Toque do coração

    ResponderExcluir
  6. Poema e música...Espectacular !
    Cumprimentos

    ResponderExcluir
  7. desejo, amiga Suzete, que a ausência seja breve e leve
    o poema e música de uma vida. sem dúvida

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Grata pela melodia e pelo poema. Boas escolhas, amiga!

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  9. Suzete , seu post está perfeito . Mia Couto é um dos meus escritores favoritos . O pano de fundo com Lenine espelha sua sensibilidade . Obrigada , amiga . Beijos

    ResponderExcluir
  10. Excelente, excelente!!!
    Adoro Mia na poesia, mas na prosa fico presa na sua transcendência pela recriação da língua e do modo de narrar.
    Muito bom gosto, amiga, na poesia e música.
    BJO :)

    ResponderExcluir
  11. Minha cara amiga,
    O bom gosto revela-se aqui neste trabalho.
    Bj.

    ResponderExcluir
  12. Mais duas partilhas de excepcional qualidade... que é um verdadeiro privilégio, descobrir e apreciar!
    Grata por isso, Suzete! Um beijo imenso!
    Ana

    ResponderExcluir

Este é um espaço importante para você deixar inscrito:

A sua presença,

O seu sentir,

A sua leitura,

A sua palavra.

Grata por compartilhar este momento de leitura aqui!

Abraço de Paz!

Suzete Brainer.